Pesquisar este blog

As Asas do Condor


Durante muitos anos,o Condor se preparou para voar soberano pelos Ares, em todas as camadas; em todas as direções cobrindo longas distâncias, aproveitando para construir sua sabedoria...
Durante estas andanças, o mundo passou sob suas Asas e ele apenas observou, parecendo distante, porém utilizando-se de todos os seus sentidos apreciou cada detalhe em sua viagem .
Pela sabedoria,construída através dos tempos, tornou-se naturalmente conhecedor de todos os segredos...
Sob o que foi observado é que vamos falar...
Sejam muito bem vindos ..
O CONDOR....

contador


contador

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Mãe, uma força da Natureza...

Ser mãe de um único filho é ser mãe de problemas de muitos filhos...
Pode ser paradoxal, mas é assim que as Mães se entregam à tarefa de criar um único filho..., aliás, criar um único filho deveria ser tarefa para muitas mães, porque a quantidade de problemas que ele consegue agregar é incrível...
Em todos os aspectos o filho único representa ser carecedor, merecedor e, produtor de muito mais... e, este muito mais significa que o sentimento de possessão que o envolve é muito maior também...
Mas nada nesta vida determina uma regra geral, porque tudo é diferente na forma mas idêntico na natureza, então é preciso entender que o meio também contribui e muito para que a solução radical das questões seja a única saída... mas quem radicaliza se vê muitas vezes numa estrada deserta... e, quem não o faz percorre uma estrada cheia de percalços, problemas e muitas vezes; todos gritam desordenadamente, mas sem solucionar Nada... e, daí vem a pergunta para justificar uma culpa..., como se através da culpa fosse possível solucionar o problema...
Quem provoca tudo isso, o filho por ser único ou os pais de um único filho que na ânsia de querer o melhor acabam por provocar múltiplas questões, exigindo múltiplas respostas de um único ser?
Uma situação complicada... mas todos sabem que o amadurecimento de um filho único é tardio e muitas vezes a rebeldia é que provoca isso... mas, quem provoca a rebeldia?
Talvez nem seja preciso tentar responder esta questão com palavras, mas é preciso encará-la de dentro pra fora, tanto para o caso dos pais, como para o filho...
Está na hora de todos perceberem que ninguém é de ninguém e que não se pode além de educar, dirigir o destino de ninguém ainda que este alguém seja o único filho... porque as coisas nesta vida não se encaminham desta forma...
É portanto mais fácil perder o filho superprotegido, por que a questão dele, filho, não é o mundo, mas é, livrar-se da superproteção dos pais, então, desta forma, invariavelmente para suportar a pressão que não indica educação, porque reprimir nunca foi educar, ele se aproxima das drogas, e dos vícios, rompendo assim uma tênue linha que divisa o bem e o mal...
Quando é rompida esta barreira, numa mais se consegue reconstruí-la porque o Mal, nunca é sentido como mal, nem o Bem é sentido como bem... cada lado tem suas leis e suas regras, e ambos os lados tem suas estruturas... assim, como Anjos, são os arcanjos e o demônio também é um Anjo...
Todos se empenham em querer o melhor para seus filhos, porém ninguém quer sair do pedestal que se encontra e buscar um novo entendimento para a própria vida e posteriormente entender o que aconteceu dentro de sua família... a questão não é identificar a culpa, mas solucionar o problema através do entendimento de si e de seu mundo, porque cada pessoa, aprendeu, que é mais fácil criar um mundo novo onde se possa ser feliz do que contruibuir para que o mundo seja melhor...

Olá minha querida amiga sempre sorridente, Nikita.
Não tome minhas palavras como sendo as únicas possíveis para que seus dias sejam os melhores, no futuro, porque não indico caminho algum, apenas faço, com minhas palavras, as pessoas refletirem sobre seus próprios hábitos e caminhos e, entenda minha querida, os hábitos é que faz com que os caminhos sejam difíceis de trilhar...
Acredito profundamente no ser humano como um todo, mas isoladamente, temo que este micro universo seja o mais incrível meio de se provocar uma guerra, aliás as guerras são incrementadas por múltiplos interesses e determinadas por um único homem...
Paciência e sabedoria, talvez sejam os argumentos para que você possa identificar quem pode e deve seguir quem... Sua filha deve seguí-la, ou, você deve seguir sua filha...???
De qualquer forma, minha amiga, esta é uma atitude radical... então, para não usá-la (com prejuízo para ambos os lados) é preciso entender primeiro, dentro de seu coração, quais as suas reais necessidades para poder seguir sua vida em direção ao futuro e, continuar o pacto do casamento com felicidade, junto a seu esposo e as aspirações dele, e depois, ter uma conversa franca e aberta com sua filha, pois tudo depende de negociação, sendo que a felicidade também...
Que Deus a proteja sempre, porque seu coração é bom, e, você é do bem e, o sorriso de uma pessoa do bem é uma arma potentíssima contra a tristeza, e você precisa estar bem para continuar sorrindo e nos ajudando a encarar a vida sempre com um sorriso nos lábios.
Um forte abraço, minha querida amiga.


Léo 01/09/2009

Nenhum comentário: