Pesquisar este blog

As Asas do Condor


Durante muitos anos,o Condor se preparou para voar soberano pelos Ares, em todas as camadas; em todas as direções cobrindo longas distâncias, aproveitando para construir sua sabedoria...
Durante estas andanças, o mundo passou sob suas Asas e ele apenas observou, parecendo distante, porém utilizando-se de todos os seus sentidos apreciou cada detalhe em sua viagem .
Pela sabedoria,construída através dos tempos, tornou-se naturalmente conhecedor de todos os segredos...
Sob o que foi observado é que vamos falar...
Sejam muito bem vindos ..
O CONDOR....

contador


contador

domingo, 13 de dezembro de 2009

Daniela Mãe de Stéphanie

Daniela: Oi Leo tudo bom, queria te pedir uma coisa, quando você estiver na montanha fala pra minha filha Stéphanie que eu amo muito muito ela, e que se eu pudesse voltar no tempo queria só mais um minuto pra estar ao lado dela e que eu ia abraçar tanto e beijar ela tanto, como ela falava eu te amo muito mamãe do tamanho deste mundo.



Leo que Deus te ilumine você é um espirito muito iluminado nos trás muita paz aos nossos corações. Beijos fica com Deus



Daniela mãe do Anjo Stéphanie

Olá Daniela, mãe do Anjo Stéphanie (TETE).

Deus não fez da mulher Mãe, pra ela carregar todas as dores do mundo. Deus as fez porque as achou mais capacitadas do que os homens para esta tarefa. Uma tarefa inglória, que às vezes demanda um sofrimento intenso todos os dias de uma vida inteira.

Basta por exemplo imaginar o sofrimento de uma Mãe que sempre espera o filho chegar pela madrugada e, um dia ele não volta mais.

Porra!!!!!!!!!!!, o que é isto? é um castigo? É uma tortura? É uma condenação? Por que razão é impingido tal castigo, se Deus é Pai e não carrasco?

Muitas Mães diante do fardo pesado que carrega e que as obriga a caminhar pelas madrugadas sem cúmplices ou companheiros disposto a escutá-las, caem de joelhos mas não abandonam suas missões, nem seus filhos.

As Mães de Anjos carregam mais do que os restos mortais de seus filhos; carregam dentro de seus corações todos os dias que eles viveram, todos os resfriados que eles tiveram, todos os sorrisos que eles deram e todas as lágrimas que eles derramaram. As Mães são verdadeiros arquivos vivos de seus filhos, elas todas tem uma memória fantástica, porém muitas vezes não se lembram quem são ou quem foram, pois perdem a identidade juntamente com a perda de seus filhos.

Deus é sábio e oportunista: sábio porque deu à mulher  a capacidade de gerar e, oportunista porque deu a ela a capacidade de amar incondicionalmente..., e ao homem sobrou a capacidade de protegê-la, coisa que nem sempre faz bem...

Mas, hoje 13 de dezembro de 2009, é um dia muito difícil pra todas as Mães, porque a proximidade do Natal  é um tormento.

Parece que a cada dia que a data fica mais próxima uma lâmina afiada vai sendo enterrada lentamente dentro de seus corações.

É Mais que uma tortura e, contra isto ninguém tem remédio. Não há anestésico capaz de tornar indolor esta data.

Mesmo que se saiba ser a data do nascimento de Jesus Cristo.

Eu não tenho uma mágica para esta data, a única coisa que posso fazer é abraçar as Mães e chorar com elas, e ouví-las em seus lamentos porque sei que ouvindo estarei dividindo com elas seus sofrimentos, mas muita gente não pensa assim, e quando vêem uma mãe chorando a morte de um filho fogem dela como se ela fosse portadora de uma doença contagiosa.

Mas mesmo não tendo uma fórmula mágica para acalmar os corações aflitos eu posso dizer da importância destes momentos na vida de qualquer pessoa.

E, que estes momentos somente serão superados pelas atividades, pelos trabalhos e sobretudo pela fé que se tiver em si e em Deus.

”Mamãe, está tudo bem vou pedir pra Papai do Céu cuidar de você sempre tá, eu te amo – TETE”

Serão poucas palavras Para consolar uma Mãe? Sabe, consolar talvez sim, mas meu papel nesta vida não é consolar ninguém, mas apoiar e dar esperanças de que o dia seguinte será melhor.

Não sou um consolador, mas um mensageiro, que não se importa com o teor da mensagem, mas a transporta sempre, para que nenhuma Mãe ou filho se veja refém de si mesmo, e viva longe de saber que somente a fé por si só é um caminho.

Daniela, talvez não responda a você da forma como você queira, mas eu trouxe uma mensagem pra você e agora trate de fazer com que estas poucas palavras sirvam para dar-lhe força para encarar a vida até o seu final, afinal,

Tete  disse “eu amo você mais do que o mundo todo...”



Feliz Natal a quem tiver seu filho ao lado, e muita e fé e sabedoria para os que passarão o Natal deste ano longe de seus filhos queridos. Mas, lembrem-se eles estão dentro de seus corações sempre.

Deus proteja todas as Mães.



Léo    13/12/2009

Um comentário:

Célia Regina disse...

Amigas, Mães de Amor!
Quem está definitivamente em Deus está verdadeiramente ao nosso lado!
Sim.Quando um ente querido morre e vai para Deus, ele nos leva em seu coração. Eu estou em Deus pelo coração de minha filha, de meu pai, de minha mãe e de todos aqueles que me amavam e que estão, agora, mergulhados na ternura de Deus.
Lembrem-se! Tem um pedaço nosso no Céu. Quando morrermos, não estaremos indo para um lugar completamente estranho. Além de Jesus ter nos prometido uma morada junto de Deus, um pedaço nosso já está em Deus!
Logo iremos nos reencontrar, na eternidade, com nossos amados filhos! Mas será de um jeito novo, transformado, restaurado e curado!
Um beijo no coração de todas!

Célia, mãe de Thaís Di Ciesco