Pesquisar este blog

As Asas do Condor


Durante muitos anos,o Condor se preparou para voar soberano pelos Ares, em todas as camadas; em todas as direções cobrindo longas distâncias, aproveitando para construir sua sabedoria...
Durante estas andanças, o mundo passou sob suas Asas e ele apenas observou, parecendo distante, porém utilizando-se de todos os seus sentidos apreciou cada detalhe em sua viagem .
Pela sabedoria,construída através dos tempos, tornou-se naturalmente conhecedor de todos os segredos...
Sob o que foi observado é que vamos falar...
Sejam muito bem vindos ..
O CONDOR....

contador


contador

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Esperar

As pessoas que se dedicam a esperar, demorar, aguardar, ser paciente... e, elas se aparecem como pancrácias, mas verdadeiramente são o que? Conjecturásseis ou, ao invés de tudo isto, na ordem do desconhecido, são apenas pessoas normais que aguardam a maturidade para lançarem-se à luta...
Tudo é possível, ainda que impossível seja conviver com duas idéias altamente antagônicas entre si... mas a Terra também tem os seus problemas de incompatibilidade; o positivo e o negativo, o In e o Iang, tudo identicamente e politicamente correto como o bem e o mal...
Mas nada se processa sem que exista conhecimento suficiente para se fazer a hora... então não parto da premissa que a hora deva ser feita mas sim oportunamente conquistada.
Então, enquanto você conquista o mundo que se apresenta todo seu corpo açoitado pela idéia de fenecer antes de conquistar produz um efeito estranho e surreal...


Reflexão que me introduz em sua luz interior,
Onde a ladainha é uma seresta,
E a luz de uma fresta,
mostra sua nudez, sem pudor...

O Anjo de olhar distante, tez aveludada...
Perde-se aos Pedaços em uma vida enclausurada,
Arrebatada pelo amor, e lançada nas estradas...

Então Você buscou o saber além da morte,
Através de muitas madrugadas,
Crendo ser, seu filho, o Norte...
Mas Deus sabe que não foi assim..., medite...

Pois a verdade tem nome e vem de um lugar sombrio,
Não importa o tempo, nem a estação, se está quente ou frio,
Só interessa que você sobrepujou a morte,
sem medo de ser contaminado por ela, acredite...

E, na única hora que você teria que viver,
E, lançar-se pela janela, por inteiro, sem se arrepender,
Saindo da tela que pintaram pra você se ver,
não foi a hora da morte, mas o momento de viver...

E o pranto que deixou o travesseiro encharcado,
foi apenas um pranto...

Você se despiu de sua pele de Mãe desesperada e,
caminhou passivamente pelo acidente fatal...
para descobrir se havia dia marcado para vestir-se de luto,
ou, se havia hora certa para romper com a vida...

E apenas descobriu que esperar, é um defeito,
Embora seja virtude...
Mas a verdade que se busca em todos os lados do saber, nunca será encontrada se for buscada em vão, porque todo o conhecimento que se acumula em vão ele não produz efeito algum, porque ”nenhuma folha se move se não houver vento”...
Então sempre é preciso esperar para não ser conveniente com o erro, nem solidário com a intempestuosidade...
A sabedoria não envolve uma capacidade superior, nem confere ao Ser a capacidade de superar seus irmãos humanos, apenas lhe dá melhor condição para refletir e Meditar e, dividir com os outros tudo o que aprendeu, até porque nunca um homem será superior ao outro, somente se dividir tudo o que sabe... poderá ser entendido e admirado...
É difícil falar o que se pode esperar e porque se espera para tomar uma atitude, mas este não é o pior... o pior é temer tomar uma atitude julgando ser uma hora errada... mas atente para o detalhe que sempre que você tiver que tomar uma atitude ou fazer uma escolha em sua vida, você estará apta ainda que não creia nem ache isto.

Léo         14/09/2009

Nenhum comentário: